Menu

Embaixador russo assassinado em Ancara

Embaixador russo assassinado em Ancara

O embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, foi assassinado esta segunda-feira quando estava numa galeria de arte em Ancara. O atacante, um polícia à civil que fez um discurso sobre a guerra na Síria, em que falou de Alepo, e foi "neutralizado" - baleado por outros polícias.

Reagindo ao incidente, o Governo turco já fez saber que não vai permitir que o assassínio do embaixador da Rússia prejudique a "amizade" entre os dois países, de acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Turquia.
O ministro do Interior, Suleyman Soylu, denunciou, por seu lado, um "ataque contra as relações turco-russas".
Enquanto o embaixador russo estava a ser assassinado, o chefe da diplomacia turca, Mevlut Çavucoglu, viajava de avião para Moscovo, onde vai reunir-se terça-feira com os seus homólogos da Rússia, Serguei Lavrov, e do Irão, Mohammad Yavad Zarif, para analisar a frágil trégua em Alepo, Síria.
Segundo indicaram fontes diplomáticas turcas ao diário Hurriyet, os chefes da diplomacia russa e turca dão terça-feira uma conferência de imprensa em Moscovo.
As relações entre a Turquia e a Rússia estavam em pleno processo de normalização, depois de se terem em Novembro de 2015 quando as forças turcas abateram um avião de guerra russo na fronteira com a Síria.
A Rússia impôs sanções económicas à Turquia, mas deu apoio ao Presidente turco depois da tentativa de golpe de Estado, em Julho, o que levou a uma reaproximação entre os dois países.
O embaixador da Rússia na Turquia foi hoje abatido a tiro por um polícia, quando discursava na inauguração de uma exposição de fotografia em Ancara, capital do país.
Fontes: Lusa/Público/Notícias ao Minuto

back to top