Menu

FBI identifica um dos suspeitos de atacar exposição sobre Maomé


O FBI (Bureau Federal de Investigação dos Estados Unidos) identificou um dos dois atiradores mortos neste domingo (3) próximo a um evento de cartoons sobre o profeta Maomé em Dallas, no Texas. As autoridades iniciaram buscas em sua casa, em Phoenix.

A emissora ABC News, citando uma autoridade do FBI, identificou um dos atiradores como Elton Simpson, um homem do Arizona que era alvo de uma investigação sobre terrorismo. Nesta segunda (4), autoridades realizaram uma operação de busca na casa de Simpson, em Phoenix, segundo a ABC.
A TV KPHO, de Phoenix, disse que o segundo atirador morava no mesmo condomínio de apartamentos de Simpson, o Autumn Ridge Apartments. Ele não foi identificado, mas seu apartamento também foi alvo de busca, segundo a emissora, citando um agente do FBI.
Os dois homens armados foram mortos após abrir fogo contra um segurança do lado de fora de um pavilhão de eventos em que ocorria uma exposição de caricaturas sobre o profeta Maomé. Um segurança ficou ferido na acção.
O ataque se segue a outros episódios de violência contra arte representando Maomé. Em Janeiro, atiradores mataram 12 pessoas em Paris na sede do jornal satírico "Charlie Hebdo", que publicou uma série de caricaturas ridicularizando o profeta.
Em fevereiro, um atirador abriu fogo durante um evento em Copenhaga, na Dinamarca, organizado pelo cartoonista Lars Vilk, que sofria ameaças por ter retratado o profeta Maomé. Um civil morreu e três policiais ficaram feridos na acção.
A presidente da Iniciativa Americana de Defesa da Liberdade, Pamela Geller, disse que a intenção do evento em Dallas era "marcar posição" pela liberdade de expressão e contra a violência associada à publicação dos desenhos.
Fonte: Globo

back to top