Menu

Maio: Salina do Porto Inglês recebe obras de requalificação

Maio: Salina do Porto Inglês recebe obras de requalificação

A salina do Porto Inglês vai receber no final deste mês e durante três anos, obras de requalificação que lhe podem transformar, no futuro próximo, num dos mais visitados pontos turísticos da ilha, indicou o edil maiense.

Conforme adiantou Manuel Ribeiro, com esta intervenção na salina do Porto Inglês, que faz parte da RAMSAR e das sete maravilhas da ilha, obra que está prevista arrancar já no fim deste mês, vai-se implementar a construção de um ecomuseu, um ponto de observação e investigação das aves ali existentes e a construção de uma salina intensiva com produção do sal durante todo o ano, além da extracção da flor do sal, um produto muito apreciado pelos turistas.
"Com o projecto que vamos iniciar agora, seguramente no futuro quase 100 por cento das pessoas que virão visitar a ilha do Maio irão visitar com certeza a salina do Porto Inglês", advogou o autarca.
Manuel Ribeiro afiançou ainda, que enquadrado neste projecto, que visa potencializar ainda mais aquele espaço inculcando-lhe o valor histórico e ambiental para ilha, vão ser construídos tanques para banhos terapêuticos com fins medicinais.
Na mesma linha, será edificado também um trilho de passagem de pessoas de acordo com as normas de gestão daquela área protegida, bem como um viveiro para as tartarugas na época das desovas.
Será alargado ainda o armazém da cooperativa de sal ali existente.
"Já recebemos a primeira transferência de fundos, estão identificadas as áreas que vão ser beneficiadas e as pessoas no Centro de Formação, a assinatura de protocolo com a rádio comunitária, e tudo está pronto para o arranque da construção da salina intensiva, só estamos à espera da disponibilidade de um técnico especialista no ramo que normalmente vem de fora", notou Manuel Ribeiro.
O projecto, orçado em 88 mil contos, financiados em 80 por cento pela União Europeia e os restantes 40 por cento pelos parceiros como a ONG Portuguesa Instituto Marquês de Valle Flores, Câmara Municipal de Loures, SDTIBM e a Câmara Municipal do Maio.
Entretanto e em colaboração com a Direcção Nacional do Ambiente e Fundação Maio Biodiversidade, vai ser ainda construído no local um snack-bar.
O autarca Manuel Ribeiro acredita, que com este projecto, vai ser possível transformar a cidade do Porto Inglês num grande atractivo turístico, pelo que em paralelo a edilidade vai realizar intervenções na zona de “Seradim” beneficiando a fachada das casas com pintura e outras obras de que carecem de intervenção.
Estão gizadas ainda obras de arruamento no bairro de “Nhu Dam” e com isso concluir toda a requalificação da zona baixa e zona histórica da cidade do Porto Inglês.
Para poder acompanhar toda essa evolução, o Ribeiro indicou que a edilidade vai dar prioridade a determinados sectores como a formação de profissionais no Centro de Formação Profissional, sobretudo na área de construção civil com a utilização de matérias-primas locais, assim como a construção de uma via de estrada que liga o antigo liceu à actual Esquadra Policial.
De acordo com Manuel Ribeiro, todas as infra-estruturas que vão criadas na salina do Porto Inglês irão ser geridas posteriormente pelos privados e que a prioridade vai ser dada às mulheres da Cooperativa de Sal Iodado da Ilha do Maio.
Fonte: Inforpress

back to top