Menu

Operadores turísticos querem plano de desenvolvimento turístico para Santo Antão


A implementação de um plano de desenvolvimento do turismo, a curto, médio e longo prazo, em Santo Antão, constitui, neste momento, uma das principais reivindicações dos operadores turísticas na ilha.

Os operadores desejam, por isso, trabalhar com Ministério do Turismo, Desenvolvimento e Investimento Empresarial (MTDIE) na elaboração desse plano, que contemple medidas que contribuam para “potenciar” o turismo em Santo Antão, nos próximos anos.
Além do melhoramento dos percursos turísticos, criação de pontos de informação e promoção turística e transformação dos recursos turísticos em produtos turísticos, os operadores insistem na necessidade de Santo Antão dispor do seu aeroporto.
Albertina Pinto, gerente do hotel Santo Antão art Resort, é um dos operadores que mais tem defendido a construção do aeroporto em Santo Antão, considerando que a falta de uma infra-estrutura aeroportuária na ilha constitui “uma das principais entraves” ao desenvolvimento do turismo nesta ilha.
A edil do Porto Novo, Rosa Rocha, disse partilhar a preocupação dos operadores turísticos quanto à necessidade de Santo Antão dispor do seu aeroporto, que considera “um investimento crucial” para o desenvolvimento económico da ilha.
O deputado do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, poder), Carlos Delgado, eleito pelo Circulo Eleitoral de Santo Antão, já por algumas vezes tem defendido, no Parlamento, a construção do aeroporto de Santo Antão.
A implementação da segunda fase do porto do Porto Novo, para passar a receber navios de cruzeiro, constitui uma outra preocupação dos operadores turísticos santantonenses.
O parque natural de Tope de Coroa, as jazidas de pozolanas, os vales agrícolas, a baia do Tarrafal de Monte Trigo, o grogue e as festas de romaria são alguns dos recursos turísticos de que dispõe a ilha de Santo Antão, segundo um inventário elaborado pelo MTDIE.    
Fonte: Inforpress

back to top